Pré e Pós-Operatório

Pré-Operatório

Após ser definida a indicação da cirurgia e realizado o seu agendamento, é importante que se faça a avaliação pré-operatória. Para pacientes abaixo de 40 anos, sadios, sem doenças crônicas, alguns exames laboratoriais são suficientes. Para pacientes acima dos 40 anos, e, especialmente para os portadores de doenças crônicas, está indicada avaliação mais detalhada.  Ela pode ser feita pelo médico assistente ou por outro especialista, e tem a finalidade de definir o grau de risco e cuidados que possam ser tomados, de acordo com a doença do paciente e magnitude da cirurgia.

É muito importante informar quais as medicações em uso. Boa parte delas vai ser mantida mesmo no dia da cirurgia, porém algumas deverão ser suspensas, e outras, como anticoagulantes, precisarão ser retiradas dias antes da cirurgia.

A grande maioria dos procedimentos, especialmente a videocirurgia e procedimentos de maior parte são feitos com anestesia geral. Em algumas cirurgias menores e naquelas abaixo do umbigo pode ser feita também a anestesia raquidiana. O anestesista vai colocar as opções, quando possível, e a decisão sobre qual a melhor técnica será tomada em conjunto com o paciente.

O jejum absoluto antes da cirurgia é necessário para evitar o risco de vômitos na indução anestésica e aspiração para os pulmões. Um período de 8 horas para alimentos sólidos e 6 horas para líquidos claros é o que preconiza a maioria dos anestesistas.

A chegada ao hospital com pelo menos 2 horas antes da cirurgia é o ideal. É o tempo necessário para realizar o ingresso, encaminhamento ao centro cirúrgico, troca de roupa e responder aos questionários de cirurgia segura, tal como acontece com um avião antes de decolar. Tudo é conferido detalhadamente.

Orientações específicas sobre a cirurgia a ser feita e cuidados pré e pós-operatórios serão dadas no consultório.

Pós-Operatório

Finalizada a cirurgia o paciente é encaminhado para a sala de recuperação, onde permanecerá por algumas horas, até a normalização dos sinais vitais. Ainda na sala de recuperação, depois de bem acordado, a maioria reinicia a alimentação com líquidos, devendo manter dieta leve por 1-2 dias. Após o intestino voltar à sua função habitual, o paciente  retoma a dieta normal.

Nas cirurgias eletivas, especialmente após videocirurgia, a maior parte dos pacientes recebe alta depois de 12-24 horas. Em cirurgias maiores, ou quando são feitas suturas no estômago ou intestinos, pode haver indicação de permanência maior no hospital  e também é necessário um período mais longo de jejum no pós-operatório, que depende de vários fatores. O restabelecimento da alimentação normal completa pode levar alguns dias, e é feito de forma progressiva.

Informação sobre cuidados com feridas, retirada de pontos (se houver necessidade) são informados previamente no consultório, ou no momento da alta.

Movimentação e atividade física leve auxiliam na recuperação e são estimuladas já no pós-operatório imediato, ainda na sala de recuperação.  O retorno ao trabalho após videocirurgia acontece em poucos dias para atividades leves, que não precisem esforço físico maior. Para trabalho mais intenso é necessário um tempo maior. Para prática desportiva, incluindo esportes de contato e ginástica, a liberação se dá em torno de 30 dias.  Esta definição leva em conta a idade, tipo de cirurgia, tipo de atividade proposta e outras características, sendo elaborada individualmente para cada paciente.

Agende sua consulta Carlos Otavio Corso - Doctoralia.com.br

Notícias