Cirurgia GeralPâncreas

Doenças Benignas

As doenças benignas mais comuns do pâncreas são a pancreatite aguda, os cistos e nódulos. Cerca de um terço dos casos de pancreatite aguda ocorre pela passagem de um cálculo biliar, que sai da vesícula, passa para o canal biliar principal e obstrui a passagem para o intestino. Isto provoca a ativação das enzimas pancreáticas dentro do próprio pâncreas, com inflamação severa e dor de forte intensidade, com necessidade de hospitalização (pancreatite biliar). Em 70% dos casos ocorre melhora e normalização das enzimas em 4-5 dias, e o paciente deve ter sua vesícula removida nesta mesma internação, para evitar o risco de uma nova pancreatite, já que nos restantes 30% ocorrem complicações graves e até mesmo óbito.

Os cistos e nódulos necessitam uma avaliação bastante detalhada. Alguns são de comportamento benigno e vão ter indicação cirúrgica apenas se crescerem bastante a ponto de comprimir estruturas vizinhas (cistoadenoma seroso). Outros podem apresentar um potencial de transformação maligna (cistoadenoma mucinoso, IPMN) e, portanto, definir a realização de cirurgia ou acompanhamento frequente com exames de imagem.

Doenças Malignas

O adenocarcinoma é o tumor maligno mais frequente, mas também existem outros tumores como o neuroendócrino e o tumor de Frantz. Na dependência do tamanho e localização do tumor pode ser utilizada a videocirurgia, mas muitas vezes é necessária a cirurgia aberta convencional.

Agende sua consulta Carlos Otavio Corso - Doctoralia.com.br

Notícias